18/04/2024 - Cenário do morango

18/04/2024 - Cenário do morango
18 apr 2024 · 3 min. 26 sec.

Olá, hoje é 18 de abril de 2024, meu nome é Leonardo Calderaro, sou Assessor de Agronegócios em Vacaria-RS, e falaremos sobre o cenário do morango.  O morango, conhecido como...

mostra di più
Olá, hoje é 18 de abril de 2024, meu nome é Leonardo Calderaro, sou Assessor de Agronegócios em Vacaria-RS, e falaremos sobre o cenário do morango.

 O morango, conhecido como fruta, é uma infrutescência, visto que os frutos, na realidade, são as “sementinhas”. Assim, a parte comestível é formada por um receptáculo carnoso e suculento, de coloração vermelha viva, formando um pseudofruto.

 De acordo com publicação do CEPEA, é rico em nutrientes, possuindo potássio, vitamina C, fibras, manganês e vitamina B9. Por ser uma planta de ciclo longo, e com o atual uso de variedades que permitem a colheita o ano todo, existe a possibilidade de ser encontrada nos mercados durante o ano inteiro.

 Entretanto, a partir de meados de abril, começamos a encontrar a fruta com mais frequência no comércio. Conforme dados do IEA – Instituto de Economia Agrícola do Estado de SP, por se iniciar a colheita de forma mais intensa nos locais de produção de MG e SP, e, de acordo com representantes do comércio, a proximidade de datas marcantes, tais como o Dia das Mães e Dia dos Namorados, favorecem esta oferta.

 Vale ressaltar que, de acordo com o CEPEA, há poucos anos, o Brasil importava grandes volumes de morango e, atualmente, a produção atende praticamente todo o mercado interno, resultado dos aumentos de área e de produtividade.

 O Estado de Minas Gerais é considerado o maior produtor nacional, detendo quase metade da área de morango cultivada no país, seguido pelo PR e RS. Atualmente, os sistemas de produção do morango têm passado por mudanças. Em algumas regiões produtoras, o chamado “túnel baixo” está sendo substituído por estufas altas e em bancadas, devido às melhores condições de trabalho e manejo da produção.

 Em relação ao clima, devido às altas temperaturas registradas nas últimas semanas, de acordo com produtores consultados da Região de Senador Amaral (MG), parte da florada foi afetada, comprometendo a produção e a produtividade em várias lavouras. Além de abortamentos, o desenvolvimento dos frutos foi prejudicado, tendo seu tamanho e qualidade reduzidos, ocasionando maior procura por melhores produtos.

 Dessa forma, de acordo com alguns produtores, esse início de safra está com preço médio em torno de R$15,00/kg, bem acima do registrado em 2023, com média de R$10,00/kg. Salientamos também, que os produtores já estão relatando aumento de custos em relação à safra anterior.

 O Banco do Brasil conta com linha completa de financiamentos para que o produtor possa investir na implantação e manutenção de áreas cultivadas, investimentos em cultivo protegido e estruturas de beneficiamento. Conte sempre com a assessoria especializada em agronegócios e com toda a equipe do Banco do Brasil. Fica a dica de crédito consciente e sustentável. Até a próxima.
mostra meno
Informazioni
Autore Broto
Sito -
Tag

Sembra che non tu non abbia alcun episodio attivo

Sfoglia il catalogo di Spreaker per scoprire nuovi contenuti

Corrente

Copertina del podcast

Sembra che non ci sia nessun episodio nella tua coda

Sfoglia il catalogo di Spreaker per scoprire nuovi contenuti

Successivo

Copertina dell'episodio Copertina dell'episodio

Che silenzio che c’è...

È tempo di scoprire nuovi episodi!

Scopri
La tua Libreria
Cerca